Alunos da Faculdade de Direito São Bernardo podem inscrever-se para edital de intercâmbio na Itália

O sonho de viajar o mundo permeia a mente de muitas pessoas. Com certeza, na cabeça dos jovens é uma ideia quase unânime. Poder atrelar passeio com conhecimento, como em um intercâmbio, pode ser a oportunidade que faltava para conquistar os objetivos profissionais. A Faculdade de Direito de São Bernardo tem se empenhado quando o quesito é buscar novos horizontes para nossos alunos. Tais intercâmbios podem verdadeiramente “Enriquecer a formação de modo a diferenciá-la e entender melhor institutos jurídicos, jurisprudência e doutrina, enriquecendo o repertório de conhecimento, de cultura e de vivência”, comenta o Prof. Dr. Luiz Guilherme Arcaro Conci, que coordena a área de convênios na Direito São Bernardo.

Nos últimos anos, a partir de seu trabalho, já se estabeleceu convênios com as Universidade de Bolonha (Itália), Universidad Nacional de Cuyo (Argentina), com o Centro de Excelência Centro de Excelencia Jean Monnet «Rigths and Science”, da Universidade de Perugia e, mais recentemente, com a Universidade de Messina, na Itália. “Mais um convênio na busca necessária e atual da internacionalização de nossa instituição, e que permitirá a ida de professores e alunos, bem como a recepção de alunos europeus numa troca profícua de experiências”, salienta o diretor da FDSBC, Rodrigo Gago Freitas Vale Barbosa, que tem se empenhado na busca constante de melhorias para a instituição.

No que se refere ao convênio firmado por último, com a Università Degli Studi di Messina, salienta o professor que foi no mês de abril, no qual o docente esteve a convite e contratado pela universidade italiana como professor visitante, ministrando a disciplina Instituições de Direito Público, junto ao Departamento de Ciências Jurídicas e Políticas da instituição, que se pode estabelecer questões importantes para recepção dos alunos por aquela Universidade. “Conseguimos que os alunos não paguem taxas, que usem os restaurantes universitários e, possivelmente, que possam se hospedar, a depender da disponibilidade, no residencial universitário. Que sejam recebidos pelo Departamento de Relações Internacionais e pela associação Erasmus”, afirma o Professor.

“Já para o segundo semestre (primeiro semestre acadêmico do calendário europeu) poderão, nossos estudantes, estar na Itália para cursar disciplinas naquela universidade, podendo, inclusive, pedir sua equivalência com outras de nosso curso” salienta Conci. “Esperamos já poder indicar alunos e receber alunos proximamente”.

A aproximação acadêmica com tais universidades já vem produzindo frutos. É o caso do lançamento de um livro, que será publicado tanto no Brasil quanto na Itália e na Argentina, coordenado em conjunto pelos Professores Conci (FDSBC), Pierangelo Grimaudo (Messina) e Victor Ibañez(UniCuyo), que é fruto do desenvolvimento de pesquisa colaborativa entre as 3 instituições. “O livro é resultado do desenvolvimento destes convênios, com pesquisa em que participam professores das 3 instituições, dentre outros”. Salienta que, nos últimos anos.

Sobre o processo de internacionalização, afirma o Professor que professores da Alemanha, da Itália e da Argentina já estiveram aqui em São Bernardo, como visitantes, ministrando cursos e nossos professores também estiveram em outras instituições. Foi o caso do Prof. Cippitani, de Perugia, que esteve aqui dando um curso de uma semana, publicou artigos em nossa revista e nós pudemos fazer o mesmo com aquela universidade italiana. Desta forma, se pretende “promover a internacionalização da pesquisa como meio de concretizar a aproximação entre as instituições e fomentar a internacionalização da nossa faculdade”, afiram o o Prof. Dr. Luiz Guilherme Arcaro Conci que finaliza dizendo que “devemos receber, já no segundo semestre, um docente de Messina para dar andamento à implementação do convênio”.

Os alunos que tiverem interesse em saber de mais informações deverão enviar e-mail ao Prof. Conci ([email protected]) para marcar um atendimento. Neste momento, se está dando preferência aos alunos que pretendam ir a Messina já no segundo semestre, mas, logo após, outras dúvidas sobre as demais instituições serão também respondidas.

O edital ainda está em preparativo, mas logo daremos mais notícias. Alguns detalhes já foram passados, como por exemplo, a durabilidade, que deverá ser de seis meses a um ano e que as disciplinas serão correlacionadas com a FDSBC.

Já preparem-se também, pois, além desta notícia acima, outros locais estão em procedimento de finalização de negociações, como por exemplo, com as Universidades de Turim (Itália), Talca (Chile) e Medellin (Colômbia).

Ver mais notícias