XIX Encontro sobre Direito do Trabalho aborda tecnologias disruptivas

A Faculdade de Direito de São Bernardo realizou, no dia 15 de maio, por meio da plataforma Google Meet, o 19° Encontro Sobre o Direito do Trabalho com o tema “Tecnologias Disruptivas: A Influência da Inteligência Artificial no Mundo do Trabalho e do Processo do Trabalho”.

Coordenado pela Profª Drª Erotilde Ribeiro dos Santos Minharro, o evento contou com a presença do Juiz do Trabalho, no Rio de Janeiro e Mestre em Direito, João Renda Leal Fernandes, e da Graduada em Ciência da Computação e Doutora em Saúde Pública, Drª. Sandra Regina Cavalcante.

Integraram a mesa de honra virtual os docentes Dr. Davi Furtado Meirelles, Ms. Eliana Borges Cardoso, Dr. Marcelo José Ladeira Mauad e Dr. Gilberto Carlos Maistro Jr. Além disso, prestigiaram o evento a Profª Drª Carmela Dell’Isola, docente da FDSBC e Vice-Presidente da OAB-SBC, Drª Cristiane Cardoso, ex-aluna e Presidente da Comissão de Direito do Trabalho da OAB de São Bernardo do Campo, Dr. Felipe Bastos de Paiva Ribeiro, Vice-Presidente da OAB e Presidente da Comissão de Direito do Trabalho da OAB de Ribeirão Pires e Dr. Diego Scariot, integrante da Comissão de Direito do Trabalho da OAB de Diadema

Na data, o Encontro foi conduzido pela Profª. Ms. Eliana Borges Cardoso. “Estou coordenando esse maravilhoso evento, que na verdade foi organizado, tão bem elaborado e pensado pela nossa Coordenadora do Departamento, a Professora Erotilde Ribeiro dos Santos Minharro em que eu desde já, agradeço”. 

Em sua palestra, a Drª. Sandra Regina Cavalcante apresentou o tema “Inteligência Artificial e Vieses Discriminatórios de Gênero e Raça no Mundo do Trabalho”, explicando a automação da Inteligência Artificial. “O Waze, por exemplo, é um Software de predição, ele está tentando prever o melhor caminho e milhares de informações estão chegando o tempo todo e recalculando a melhor rota. Diferente do GPS, que não tinha Inteligência Artificial”, apontou. 

O Ms. João Renda Leal Fernandes explanou sobre “O Direito do Trabalho e as Plataformas Digitais. Estudo Comparativo Brasil x EUA”. Abordou as diferenças e semelhanças entre os sistemas jurídicos “Embora os nossos sistemas jurídicos e trabalhistas sejam bastante distintos, nós temos uma grande semelhança, que é a existência desse universo binário em que o trabalhador é enquadrado como empregado ou como autônomo”, concluiu. 

 

Confira o vídeo na íntegra: 

 

Reportagem: Estagiária da Comunicação Social – Laura Amaral  

 

 

 

 

Ver mais notícias