Direito São Bernardo debate violência doméstica contra criança e adolescente

No dia 1º de abril, a Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo realizou o seu 2º Encontro sobre os Direitos da Criança e do Adolescente, que teve como tema central “A violência doméstica em face da criança e do adolescente: um grito de socorro!”. O evento foi coordenado pela Profa. Dra. Denise Auad e contou com a participação da Dra. Thais Dantas, do Dr. Giancarlo Silkunas Vay e da Dra. Patrícia Vendramim. O encontro foi presidido pelo vice-diretor da Faculdade, Prof. Dr. Hélcio Maciel.

A Dra. Thais Dantas, advogada do Instituto Alana, foi responsável pela abertura dos trabalhos. A convidada falou sobre o projeto “Prioridade Absoluta”, do Instituto Alana, sobre o Marco Legal da Primeira Infância e apresentou um trecho do documentário “O Começo da Vida”, que busca angariar a atenção da sociedade para as questões voltadas à infância. “A violência doméstica é um tema muito sensível no que se refere à infância. Isso porque, quando olhamos para esse ciclo de violência, sabemos que é muito grave que algo assim comece na infância e que muito possivelmente se repetirá na vida adulta de uma pessoa”, afirmou a Dra. Thais.

A palestra seguinte foi ministrada pelo Dr. Giancarlo Silkunas Vay, defensor público do Estado de São Paulo com atuação na área da infância e da juventude em Santo André. Ele falou sobre “A atuação do Defensor Público no atendimento de crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica”, contando um pouco da experiência própria na área e ressaltando a importância de se valorizar mais o auxílio à criança e ao adolescente vítimas de violência do que simplesmente buscar a penalização dos agressores.

“A iniciativa da faculdade é de importância muito grande, porque o tema da infância e da juventude é deixado de lado em várias instituições e espaços de debate, mesmo sendo de extrema relevância, tanto que o ECA estabelece a infância e a juventude como prioridade absoluta. Infelizmente, nas instituições de ensino, que deveriam ser o local para que os alunos se desenvolverem, isso não é muito abordado. Então, momentos em que há oportunidade de apresentação dos profissionais que trabalham na área, seja o defensor público, o psicólogo ou o advogado, trazem a realidade aos estudantes e mostram os campos em que podem atuar”, afirmou o Dr. Giancarlo.

A última palestra do evento foi proferida pela Dra. Patrícia Vendramim, psicóloga, que falou sobre “Violência contra crianças e adolescentes: Conhecendo sua Psicodinâmica e a atuação do Psicólogo Judiciário”. A convidada falou sobre os tipos de violência cometidas contra as crianças e adolescentes em ambiente doméstico e contou um pouco sobre sua experiência como psicóloga judiciária referente aos depoimentos especiais de vítimas de abuso sexual infantil realizados em São Caetano do Sul.

“O cuidado com a criança e com o adolescente vulnerável é ao mesmo tempo pessoal e social. Está relacionado ao presente, mas também ao futuro. Sabemos que a violência e a vulnerabilidade lesam o desenvolvimento do indivíduo e resulta em adultos com problemas sociais e pessoais. É importante a sensibilização a respeito do tratamento dessa questão com ética e humanidade”, declarou a Dra. Patrícia.

Para a coordenadora do evento, Profa. Dra. Denise Auad, é importante provocar uma reflexão sobre a gravidade da violência doméstica contra crianças e adolescentes e incentivar caminhos de superação deste problema. “Precisamos pensar mecanismos para salvar a criança desse ambiente em que a família toda está doente. Precisamos discutir muito sobre essa questão, que é interdisciplinar, essa é a ideia do encontro, pois não só o Direito resolve essa questão”, ressaltou.

Também compuseram a mesa da solenidade: Prof. Dr. Clilton Guimarães dos Santos; Profa. Dra. Erotilde Ribeiro dos Santos Minharro; Beatriz Carolline Ferreira, estudante do 2ºBD na Direito São Bernardo e estagiária do Instituto Alana.