FDSBC realiza 19º Encontro sobre os Direitos da Mulher

No dia 14 de março a Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, recebeu o 19º Encontro sobre os Direitos da Mulher. Além disso, para melhor atender às atuais necessidades, foi veiculado ao vivo, via Facebook.

Coordenado pela Prof.ª Dra. Carmela Dell’Isola, ela enfatizou a importância do evento que há anos debate temas relevantes para as mulheres.

Prestigiaram a atividade a Dra. Christiane Cardoso, Presidente da Comissão de Direito do Trabalho da OAB/SBC e a Dra. Célia Nilander, Presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Direitos da Mulher da OAB/SBC.

1º Palestra

A Prof.ª. Dra. Claudia Patrícia de Luna abordou o tema “A Violência Estrutural Contra a Mulher”, em sua palestra, traçou uma linha do tempo com a qual explicou sobre os abusos que muitas mulheres sofrem desde a época do Brasil Colonial. Nessa breve passagem pela história do Brasil, a palestrante ressaltou a importância que as mulheres possuem “As mulheres são guardiãs da história”, comentou.

A medicina um papel importante em relação a violência contra mulher já que muito médicos fizeram experimentos com as mulheres negras  “Esses dados históricos são muito importantes para a gente entender, a compreensão da medicina como forma de ser uma grande comutadora da violência estrutural contra as mulheres, em especial as mulheres negras” finalizou a Dra. Cláudia de Luna.

2º Palestra

Na segunda parte da palestra, a Dra. Priscilla Milena Simonato de Migueli iniciou falando do retrocesso que a previdência social está passando, mas ressaltado que também há pontos positivos na reforma.

A diferença na faixa etária que o INSS solicita ao pedido de aposentadoria foi um dos tópicos da Dra. Priscilla, destacando o fato de que as mulheres possuem jornadas agregadas “E por quê essa diferença etária e em tempo de contribuição? Porque a mulher fica menos tempo no mercado de trabalho. Ela acumula atividades, as que estão dentro do mercado de trabalho também exerce seus afazeres domésticos e sua maternidade” explica Dra. Priscilla Simonato.

Alem disso, outros pontos importantes debatidos foram o amparo que previdência social oferece às mulheres vítimas de violência doméstica, além do salário-maternidade disponibilizado às mães adotivas.

Ao final do evento, a Dra. Cláudia Luna disponibilizou sua obra “Igualdade, Liberdade Sororidade” para sorteio entre os participantes.

Confira a galeria e o vídeo da palestra no Facebook e YouTube.

Confira na íntegra como foi o evento:

Reportagem: Estagiária – Patrícia Soares

Revisão: Assistente Administrativa Autárquica – Andressa Rivas

Ver mais notícias