São Bernardo inaugura Bom Prato Dia e Noite

Agenda oficial também confirmou estudos para implantação da 2ª unidade do restaurante no Grande Alvarenga e ordem de serviço para instalação do 1º equipamento de Segurança que vai integrar DEIC, BAEP e GCM

Ao lado do governador João Doria, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, abriu oficialmente, nesta terça-feira (15/01), as portas da primeira unidade do restaurante popular Bom Prato Dia e Noite – o primeiro do Estado a servir três refeições completas ao público, com oferta de café da manhã, almoço e jantar a preços que variam de R$ 0,50 a R$ 1. Localizada ao lado do Poupatempo (Rua Nicolau Filizola, nº 100 – Jardim das Américas), próximo ao Terminal de Ônibus João Setti, a unidade passa a ser referência para projetos de ampliação da rede de restaurantes no Estado.

O evento foi realizado nas dependências do novo equipamento público e também contou com a presença do secretário General Campos (Segurança Pública), do vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima, da primeira-dama e deputada estadual, Carla Morando, do deputado federal, Vinícius Poit, e do presidente da Crami, entidade gestora do restaurante, Evenson Robles Dotto. A agenda seguiu com as autoridades prestigiando a refeição servida no local.

Com a entrega da unidade, Doria confirmou, durante o evento, seu aval para o início dos estudos que visam à implantação de uma segunda unidade do Bom Prato em São Bernardo, desta vez na região do Grande Alvarenga. A expectativa é que o restaurante seja instalado em área anexa ao Terminal Rodoviário Grande Alvarenga. “O Bom Prato é sinônimo de respeito com as pessoas mais humildes. É um grande programa de inclusão social, onde R$ 1 é o suficiente para se fazer uma refeição completa e saudável. Não consigo entender como São Bernardo ainda não tinha uma unidade do programa. Sem dúvida, faltou cuidado com os mais precisam durante os governos que me antecederam”, destacou Morando.

Em seu discurso, o governador João Doria destacou a política municipal de buscar convênios com o governo do Estado. “São Bernardo está dando o exemplo para São Paulo e para o Brasil. Isso sem dúvida se deve à capacidade, destreza, comprometimento e qualidade do trabalho do prefeito Orlando Morando. Aqui teremos 42 mil refeições anuais de qualidade, atendendo quem mais precisa”, enfatizou o governador.

Operacional – Além de cota diária de 300 cafés da manhã e 1.500 almoços, servirá, inicialmente, 300 refeições noturnas, podendo chegar a 800. Os pratos são elaborados por nutricionistas e passam pelo rigoroso controle de qualidade do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), oferecendo arroz, feijão, proteína, salada, complemento, fruta de sobremesa e suco. Na inauguração, o cardápio de almoço incluiu arroz, feijão, salada de alface, frango xadrez, macarrão primavera, pêssego e suco de frutas vermelhas. Na janta, o prato foi arroz, feijão, carne moída, polenta, salada de acelga e tomate, maçã e suco de uva.

Foram investidos R$ 4,3 milhões no local, sendo R$ 2,3 milhões na nova unidade, sendo R$1,3 milhão para custeio de refeições durante os primeiros 200 dias de funcionamento do restaurante. A contrapartida da Prefeitura de São Bernardo foi R$ 1,9 milhão.

“Aqui, no Bom Prato, o governo do Estado de São Paulo manifesta sua face mais humana e acolhedora. Sinto-me honrada em administrar um programa com estas características, alimentando quem chega, com refeições balanceadas, nutritivas e com sabor caseiro. Tudo isso não se sustenta por acaso, mas graças ao time de nutricionistas, cozinheiros, gestores e colaboradores aos quais reconheço e parabenizo pelo trabalho e paixão”, destacou a secretária Célia Parnes.

O Bom Prato de São Bernardo funciona de segunda à sexta-feira, das 7h às 9h, no café da manhã; a partir das 11h até o término da cota diária durante o almoço; e das 17h30 às 18h30, no jantar. Serão 2.100 refeições diárias, por R$ 1,00 almoço e jantar; e R$ 0,50 o café. Crianças até seis anos não pagam.

Segurança – São Bernardo também foi oficializado nesta terça-feira como sede do primeiro Centro de Operações Integradas de Combate ao Crime (COICC) de São Paulo, que abrangerá as operações do Batalhão Especial da Polícia Militar (Baep), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, além de Guarda Civil Municipal (GCM) e Defesa Civil.

Orlando e Doria visitaram o prédio onde o equipamento irá funcionar, nas dependências da secretaria de Assistência Social, no Centro. A entrega do espaço está prevista para junho e será a primeira das 17 que o governo pretende instalar em todo o Estado. “O prefeito Orlando Morando mostrou disposição para colaborar com este projeto, oferecendo espaço físico implantação do COICC. Agora será polícia na rua e tolerância zero com a criminalidade”, pontuou o governador.

Reportagem: Carla de Gragnani

Foto: Secretaria de Comunicação/PMSBC

Ver mais notícias