Estudantes debatem princípios do Direito em Aula Inaugural na Semana do Calouro 2015

Estudantes debatem princípios do Direito em Aula Inaugural na Semana do Calouro 2015
13 de fevereiro de 2015, sexta-feira.
Durante a Aula Inaugural, realizada no quarto dia da Semana do Calouro de 2015, quinta-feira (12 de fevereiro), os novos alunos da graduação da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo participaram de debates e conheceram alguns dos princípios da ciência jurídica. As apresentações foram feitas pelo Prof. Dr. Estevan Lo Ré Pousada, para os estudantes do matutino, e pela Profa. Dra. Denise Auad, no período da noite.
O professor Estevan abordou o tema “Uma Meditação: O compromisso do estudante da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo com um mundo de intensas transformações”, promovendo a reflexão dos calouros sobre os próprios objetivos em relação à escolha do curso de Direito e sobre a responsabilidade que os profissionais da área jurídica possuem para com a sociedade de maneira geral.
“Há diversas razões para se fazer o curso de Direito. Alguns de vocês podem ter escolhido este curso pensando em ganhar dinheiro, mas, como professor, eu fico extremamente triste com isso, pois significa rebaixar completamente a importância e a essência dessa ciência milenar”, declarou o professor durante a apresentação.
O professor também falou sobre alguns conceitos de Direito Romano, deu dicas de estudos aos alunos e indicou as características que, para ele, são essenciais ao bom desempenho dos operadores do Direito, destacando a civilidade e a responsabilidade.
O calouro Rodrigo de Paula Ishigaki, do 1º D – Diurno, afirmou ter gostado bastante da aula por conta da abordagem sobre a consciência em relação aos problemas do mundo atual e sobre a razão de se estudar o Direito. “Essa introdução ao curso foi muito boa. É uma reflexão para levarmos durante os cinco anos de estudos, principalmente sobre o que fazer e como fazer”, disse o estudante.
Já a professora Denise iniciou a Aula Inaugural questionando os alunos sobre as expectativas em relação ao curso, promovendo um intenso debate. Posteriormente ela apresentou conceitos do Direito Constitucional e discutiu temas polêmicos que tiveram apreciação do STF (Supremo Tribunal Federal), como: reconhecimento de união estável para casais homoafetivos; pesquisa científica com células-tronco; Lei Maria da Penha; cotas raciais em universidades.
“O estudo do Direito é algo que faz com que conheçamos melhor a nossa própria vida”, afirmou a professora, ao abordar os temas relacionados ao Direito na contemporaneidade, destacando a discrepância que existe entre o Direito e o mundo real, e a necessidade da realização de ajustes para a construção da justiça na sociedade.

Ver mais notícias