Núcleo de Pesquisa inicia trabalhos na Direito São Bernardo

A ampliação das atividades de pesquisa na Instituição é o principal objetivo no grupo, que contará com a participação de sete professores.

No dia 25 de agosto, foi publicada no jornal oficial do município de São Bernardo do Campo a Resolução GFD. Nº 105/2017, instituindo o Núcleo de Pesquisa da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. A Resolução regulamenta, nos termos do Projeto Pedagógico do Curso de 2016, a articulação entre ensino, pesquisa, extensão e pós-graduação da Instituição.

O Núcleo de Pesquisa terá como responsável o Prof. Dr. Luiz Guilherme Arcaro Conci e contará com o trabalho de mais seis professores: Prof. Dr. Clilton Guimarães dos Santos; Prof. Dr. Marcelo Benacchio; Prof. Dr. Marcelo José Ladeira Mauad; Profa. Dra. Nélida Cristina dos Santos; Prof. Dr. Roberto Ferreira Archanjo da Silva e Prof. Dr. Rui Décio Martins.

De acordo com o professor Luiz Guilherme, o Núcleo de Pesquisa terá como objetivo principal ampliar as diversas vertentes da pesquisa científica na Direito São Bernardo, de forma que a realização acadêmica se torne cada vez mais comum e de mais qualidade.

“Fomentar a pesquisa, além de permitir que discentes e docentes se dediquem com mais afinco a essa atividade, também faz com que essa produção possa repercutir positivamente na nossa comunidade. A pesquisa científica é um fator importante não só de construção, mas de oxigenação do conhecimento, de contestação e abertura de possibilidade para que visões distintas possam conviver no mesmo ambiente”, ressaltou o professor.

Com a publicação da Resolução, os membros do Núcleo de Pesquisa passarão a realizar reuniões para a criação do projeto de ações e elaboração do cronograma, avançando em propostas para novas atividades e trabalhando em questões relativas à iniciação científica, à pesquisa, tanto na graduação quanto na especialização, e na relação com os eventos da faculdade, como a Semanajur.

Segundo o professor, a forma de trabalho do Núcleo de Pesquisa já vinha sendo discutida entre os professores e a direção. “Agora é o momento de todos os membros do Núcleo se reunirem para começarmos a estruturar esse trabalho, dividindo os temas para que consigamos operacionalizar esse processo de implementação da pesquisa”, declarou.

Ver mais notícias