Ex-aluna da Direito São Bernardo é aprovada em concurso para magistratura em São Paulo

Ex-aluna da Direito São Bernardo é aprovada em concurso para magistratura em São Paulo
07 de abril de 2015, terça-feira.
O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região recebeu, no final de 2014, uma nova integrante egressa da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, a Dra. Gláucia Regina Teixeira da Silva. Formada em 2005, a ex-aluna adquiriu vasta experiência em diversas áreas do Direito até conquistar a sonhada vaga na magistratura trabalhista no Estado de São Paulo.
“Em 2007, tomei posse como procuradora municipal de Itatiba, interior de São Paulo, atuando nas áreas cível e trabalhista. Um ano depois, tomei posse no cargo de analista processual no Ministério Público do Trabalho da 15ª Região e, no final do ano passado, logrei êxito no concurso da magistratura do trabalho, realizando o sonho que nutria desde a faculdade e coroando tanto estudo e dedicação”, declarou a Dra. Gláucia.
A ex-aluna conta que enfrentou muitos desafios durante o tempo de preparação para o concurso. “Como eu já era servidora pública, tive que conciliar os estudos com o trabalho e a vida pessoal. Em alguns períodos conseguia estudar melhor, em outros batia o cansaço e o estudo não rendia tanto. O importante é a constância. É preciso ter determinação e disciplina para continuar estudando mesmo após cada reprovação. Há necessidade também de que o candidato tenha um plano de estudos mesmo quando não há concurso em andamento, pois alguns têm um cronograma apertado”, explicou.
A Dra. Glaucia revelou que o seu desejo de atuar na magistratura surgiu ainda durante a vida acadêmica, ao ser aluna de inúmeros juízes do trabalho, que a inspiraram a almejar a carreira, como as professoras Dra. Ivani e Dra. Erotilde e os professores Dr. Nei, Dr. Bosco e Dr. Davi. “Todos esses professores têm em comum a paixão pelo Direito do Trabalho e exerceram forte influência na minha escolha profissional”.
Aos estudantes da Direito São Bernardo que sonham em seguir a carreira de magistrado, a ex-aluna alertou: “Antes de iniciar o caminho dos estudos para o concurso da magistratura é preciso ter certeza de que o candidato realmente deseja exercer a função. É importante conversar com juízes, vivenciar o dia a dia nos fóruns. Durante a preparação para o concurso não será incomum abrir mão de tempo para o lazer ou com a família; por isso, é preciso ter certeza de que o candidato está disposto a pagar esse preço. No entanto, caso você tenha certeza de que é vocacionado para a magistratura, persista!”

Ver mais notícias