FDSBC promove debate sobre sustentabilidade na indústria da moda

FDSBC promove debate sobre sustentabilidade na indústria da moda
Quinta-feira, 10 de setembro de 2015. 
No dia 29 de agosto, a Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo realizou o seu V Encontro sobre Direito Ambiental, com a temática “Sustentabilidade, meio ambiente e consumo: indústria da moda”. O encontro foi coordenado pela Profa. Dra. Patrícia Caldeira Zamarrenho, professora titular de Direitos Difusos e Coletivos da Instituição, e contou com as apresentações do Prof. Dr. Ricardo Morishita Wada e da estilista Eloisa Ferraro Artuso.
O Prof. Dr. Ricardo Morishita Wada, advogado e professor de Direito do Consumidor no IBMEC, Escola de Direito de Brasília (IDP) e Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), falou sobre “Sustentabilidade e consumo: obsolescência programada na indústria da moda barata”. Durante a apresentação, o convidado propôs aos alunos uma reflexão sobre a relação entre o consumo, a sociedade, o meio ambiente e o Direito, abordando sobretudo alguns aspectos do Código de Defesa do Consumidor referentes ao assunto.
“Hoje, a moda, assim como a imagem, é reconhecida como uma das formas de expressão de identidade. Precisamos trabalhar sempre com muito cuidado, pois é um tema importante, relacionando-se diretamente à vida das pessoas”, afirmou o palestrante. No entanto, ele questionou os hábitos de consumo excessivo da sociedade atual: “Qual é o valor da moda para a sociedade brasileira? Qual é o valor da novidade? O meu ato impacta de que forma o mundo em que eu vivo?”
No mesmo direcionamento seguiu a apresentação da estilista Eloisa Artuso, que trabalha com moda há mais de dez anos, tendo passado por grandes marcas brasileiras. A palestrante apresentou um trecho do documentário “The True Cost”, discutindo as relações que regem o mundo da moda, desde a obtenção das matérias primas até o descarte dos produtos cada vez menos duráveis pelos consumidores.
“A importância de se discutir a indústria da moda em um evento de Direito, em primeiro lugar, se deve ao impacto que ela tem no meio ambiente e na sociedade, pois é a segunda indústria mais poluente do mundo. Além disso, há o impacto social, seja em razão da própria poluição que causa, como do não cumprimento das leis trabalhistas em diversos lugares, principalmente em países emergentes que produzem roupar para alimentar o consumo do resto do mundo”, disse a estilista.
Com a experiência adquirida ao longo da carreira, Eloisa passou a olhar a moda de forma mais holística e, atualmente, seu trabalho está fundamentado no espaço onde sustentabilidade, cultura e comunicação se fundem com design. Além de atuar como estilista, ela palestra, escreve e faz parte do movimento Fashion Revolution (www.fashionrevolution.org) no Brasil, no qual se dedica a ações para promover a sustentabilidade e ética na indústria da moda.
Também prestigiaram o evento e participaram dos debates: o diretor da Direito São Bernardo, Prof. Dr. Marcelo Mauad; o vice-diretor da FDSBC, Prof. Dr. Rui Décio Martins; o Prof. Dr. Marcelo Doppenschmitt; o Prof. André Felipe Soares de Arruda, ex-professor da FDSBC e professor da Universidade Federal de Goiás; a Profa. Carolina Ferreira Souza, ex-professora da FDSBC e professora da Universidade Federal de Goiás.
Durante o encontro, a Direito São Bernardo recebeu uma doação da Editora Thomson Reuters Revista dos Tribunais. Foram dois exemplares do livro “Direito do Ambiente”, de autoria do Prof. Édis Milaré, que ficarão disponíveis para consulta dos estudantes na biblioteca da Instituição.

 

Ver mais notícias